Diversos

3 filmes para celebrar a solteirice

Data: 12/06/18 | Autor: Paula Nader |

Viver um grande amor é lindo, mas às vezes o romance acaba. O sentimento que vem a seguir depende de como foi o fim. Pode variar de tristeza a alívio, passando por revolta e até gratidão. E curtir a solteirice por um tempo, muitas vezes, é a melhor escolha para conseguir fazer um detox sentimental e ficar pronta para outra. Ou decidir que não quer compromisso nunca mais, porque ninguém é obrigada a nada.

Mas algumas coisas atrapalham a celebração da individualidade, e filmes românticos com finais do tipo “felizes para sempre” ficam no topo da lista. Nessa fase, o legal é lembrar que nem sempre o amor funciona e que namoro. Além de não ser tudo nesta vida, pode ser uma fonte de dor de cabeça.

Se você estiver na vibe de não ser parte de um casal e de manter distância de histórias de amores perfeitos, aproveite esta lista de filmes que têm dois elementos em comum: são ótimos e apresentam o amor com falhas, que não dá certo.

“Como Ser Solteira” (2016)

Após uma separação, Alice se vê como uma desajeitada solteira em Nova York. Quem a ensina a curtir a liberdade é Robin, uma colega de trabalho que dá aquele empurrãozinho para que ela perca o medo de se aventurar na noite e conhecer gente nova. É uma comédia, mas pode também ser um filme de auto-ajuda caso você tenha saído de um relacionamento há pouco tempo e procure uma luz para saber como agir em situações inéditas.

“(500) Dias com Ela” (2009)

Por pouco mais de um ano, Tom e Summer vivem um rolo divertido e gostoso. Ela sempre deixa claro que não está a fim de relacionamento sério. Ele ignora essa informação! Claro que isso não pode acabar bem para as duas partes, né? A gente dá risada, a gente fica triste, a gente vê a tragédia se anunciando e entende os dois lados. Filme ótimo para passar o tempo. Além disso, figurinos e trilha sonora são incríveis.

“Mesmo Se Nada Der Certo” (2013)

A artista Gretta levou um fora de seu namorado, com quem estava há um bom tempo tempo e com quem conseguiu um contrato com uma boa gravadora. Lovelorn Gretta se vê sozinha em Nova York até que Dan, um produtor musical desempregado, a ouve cantar em um bar. Os dois embarcam em uma colaboração musical transformadora e ensinam um ao outro algumas coisas sobre o perdão.

compartilhe este post