Vida real

Itália: capítulo VIII – passo a passo apostilamento

Data: 12/03/18 | Autor: Paula Nader |

Uma vez que você já esteja com todas as certidões brasileiras e de nascimento, casamento, óbito e a CNN do seu antenato já traduzidas por um tradutor juramentado, basta levar todos estes documentos a um cartório que esteja realizando o apostilamento.

apostilamento

Ao chegar no cartório, você deverá solicitar o apostilamento dos documentos conforme a Convenção de Haia.

Aqui ocorre uma distinção, pois você apresentará dois tipos de documentos:

1 – Todas as certidões originais emitidas pelos respectivos cartórios + a CNN;

2 – As respectivas traduções destes documentos.

No meu caso: Sou tri-neta do italiano Luigi Pirozzi. Neste caso, vou precisar dos seguintes documentos:

1 – Óbito do trisavô (não vou precisar do apostilamento da certidão de casamento, pois foi realizada na Itália);

2 -Nascimento do Bisavô;

3 – Casamento do bisavô;

4 – Óbito do bisavô;

5 – Nascimento do avô;

6 – Casamento do avô;

7 – Nascimento mãe;

8 – Casamento mãe;

9 – Minha certidão de nascimento;

10 – Certidão Negativa de Naturalização.

No meu caso, vão ser 20 documentos a se apostilar.

Não entendeu?
Simples: serão apostilados os 10 documentos acima + as 10 respectivas traduções!

Portanto, a partir da entrada dos apostilamentos, você passou a ter quatro custos: valor da emissão das certidões brasileiras em Inteiro Teor; valor da tradução juramentada de cada certidão; valor do apostilamento das certidões brasileiras e o valor do apostilamento das respectivas traduções.

 

compartilhe este post